SEM LOJAS FÍSICAS O QUE ACONTECERIA COM O NATAL?


Vídeo em homenagem aos bravos lojistas que criaram o "clima" de natal!

Resolvi fazer este texto apenas por um motivo: as pessoas do varejo precisam ser valorizadas! Aliás, tem um segundo motivo também: o varejo precisa ser mais respeitado! Então, a minha reflexão é a seguinte: como seria o natal se não fossem as lojas físicas de rua?

Cada luzinha de natal pendurada, cada vez que você ouve em uma loja a Simone cantando Então é Natal, ou ainda as vezes que você pegou uma fila para tirar foto com o Papai-Noel. Tudo isto faz parte da magia do natal, tudo isto é o comércio da sua cidade trabalhando para criar aquilo que estão chamando de Customer Experience Marketing, o que na época que meu pai inaugurou a primeira loja, chamava-se clima.

Meu pai jogava papel na porta, era CLIMA DE PROMOÇÃO. Se pendurava balão colorido no teto, era CLIMA DE ALEGRIA. Quando em junho jogava essência na loja, era CLIMA DE NAMORADOS. E em dezembro, claro, se tinha musiquinha, luzinha e Papai Noel, era CLIMA DE NATAL.

Foto: CDL Frutal

Foto: CDL Frutal-MG

 

Algo muito importante no Customer Experience – CX ou no CLIMA do meu pai são as pessoas. Sem sorriso no rosto, gentileza e pró atividade não tem clima pra nada. As pessoas  que constroem o relacionamento com os clientes. Portanto, elas precisam estar no “clima” certo.

Imagina se os vendedores, operadores de caixa, gerentes de loja e até os clientes resolvessem sumir das ruas no natal. Será que haveria ainda toda esta magia? Será que Papai Noel sozinho conseguiria manter o “clima” dentro das pessoas?

O varejo tem um papel muito importante na sociedade, ele é um ponto de encontro, ele gera relacionamentos, cria o clima certo na hora certa. Fechem as lojas de rua! Quero ver o que vai ser do dia das mães, das criancinhas e do bom velhinho.

Tenho certeza que a maioria das pessoas, após cinco anos sem o “clima” criado pelo varejo, começaria a abandonar suas tradições. O filho que abraça a mãe somente no dia dela, na páscoa e no natal, talvez nunca mais abrace.

E viva o varejo!

 

Este artigo foi escrito por:

Sobre

O formato editorial do Varejo Ativo é desenvolvido para auxiliar profissionais a se inspirarem e descomplicarem o dia-a-dia em seus negócios.

E-mail: contato@varejoativo.com.br
Varejo Ativo · 2016-2017 © Todos os direitos reservados.