COMO DEMITIR DE ACORDO COM OS 04 TIPOS DE COLABORADORES.


A época mais importante do ano para os lojistas, o Natal, está chegando. Após muitas contratações para o período, também chega o momento de fazer os desligamentos de colaboradores. E aí vem um problema que a maioria dos gestores enfrenta: quem demitir? Quando demitir? Quais critérios observar?

E se existisse uma forma simples e muito prática que lhe desse a certeza de que estaria fazendo a escolha certa? Jack Welch foi CEO da General Eletric por algumas décadas, e por lá exerceu uma liderança servidora com muito sucesso. Welch deixou diversos legados e entre eles está a ferramenta 04 tipos de colaboradores. Uma ferramenta simples e que contribui para deixar de forma mais assertiva a decisão na hora de desligar alguém da equipe.

Jack dizia que demitir um profissional era benéfico para ambas as partes. Um profissional com resultados baixos e pouco alinhamento com os valores da empresa prejudicava a sua loja e a própria carreira dele. Exemplos famosos como Walt Disney, que foi demitido de um jornal e Jack Ma, rejeitado em mais de 30 empregos antes de fundar o maior site de e-commerce do mundo, o AliBaba, e hoje se tornou um dos homens mais ricos do mundo.

Vamos então aprender como o método de Welch trará resultados expressivos para os colaboradores na sua loja. É muito simples, em três passos, veja como se faz:

PRIMEIRO PASSO: AVALIAÇÃO - Você deverá avaliar os colaboradores em duas variáveis principais: resultados entregues e valores alcançados. Para avaliar, o gerente da loja ou o dono, deverá atribuir aos colaboradores em cada valor da empresa uma nota de 0 a 10. Em seguida, utilizar a mesma pontuação para avaliar os colaboradores em relação aos indicadores e metas que você irá definir. (clique aqui e faça o download do formulário de avaliação dos 4 tipos)

SEGUNDO PASSO: MATRIZ - Depois de avaliados, some as notas e faça a representação na matriz de avaliação conforme a ilustração abaixo.

TERCEIRO PASSO: DECISÃO – Quando a avaliação estiver concluída e a matriz com a pontuação do colaborador, você encontrará 4 estágios possíveis onde este colaborador se encontrará:

Tipo 1: O diamante - essas pessoas entregam seus resultados e ainda compartilham os valores da empresa. Devem ser promovidos.

Tipo 2: Sem noção - eles não entregam o esperado e não compartilham os valores da sua loja. Devem ser desligados.

Tipo 3: O direitinho - eles são esforçados, mas perdem alguns resultados e não batem algumas metas. Por outro lado, compartilham os valores dos donos, da loja e trabalham bem com outras pessoas. Tipos 3 devem receber uma nova chance. Devem ser treinados.

Tipo 4: É o duvidoso - É o tipo de pessoa que entrega os resultados, vende muito, bate todas as metas, mas esfola outras pessoas em vez de inspirá-las a fazer mais. Tipos 4 não respeitam os valores e regras. Devem ser desligadas.

Muito importante: jamais divulgue a matriz entre a equipe. Principalmente, não rotule as pessoas como tipo 1 ou tipo 2. A matriz servirá tão somente para embasar a decisão do gerente da loja.

Geralmente, ainda segundo Jack Welch, 10% das pessoas na equipe devem ser demitidas, 70% precisam ser desenvolvidas e 20% são os diamantes a serem promovidos.

Mas quando fazer a demissão? Um fator a ser analisado, claro, é a sazonalidade. Janeiro a loja venderá menos, por isto é hora de reduzir a turma. Mas outro ponto que gosto de considerar é: passou pela cabeça do gerente ou dono da loja a ideia de demitir algum colaborador? Então faça! Alguns líderes no varejo ficam esperando, para ver se a pessoa melhora e desenvolve. O que acontece? A raiz vai crescendo e o problema aumentando. Quantas vezes você pensou em fazer uma demissão, não fez e o profissional melhorou? Talvez você lembre de poucos ou nenhum casso assim. E quantas vezes você pensou em demitir, não o fez e depois se arrependeu por não ter feito? Agora, talvez, você se lembre de poucos ou até muitos exemplos.

Pode ser que após o Natal, os vendedores, caixas ou embaladores que você terá que desligar, não sejam aqueles que por último entraram, os temporários. Talvez eles tenham sido melhor avaliados que os veteranos da sua loja. Isto não é ruim. Oxigenar também é importante e energiza para a equipe.

Como mencionamos no início deste artigo, a demissão será benéfica para ambas as partes. Por isso, não se preocupe. Tem horas em que gerentes de loja e lojistas precisam fazer com que a decisão vença o sentimento.

Já dizia Peter Drucker: “Onde há uma empresa de sucesso, alguém tomou alguma vez uma decisão valente.”

 

O que achou? Comente! Este artigo foi escrito por:

Sobre

O formato editorial do Varejo Ativo é desenvolvido para auxiliar profissionais a se inspirarem e descomplicarem o dia-a-dia em seus negócios.

E-mail: contato@varejoativo.com.br
Varejo Ativo · 2016-2017 © Todos os direitos reservados.